JUBILEU DA MISERICÓDIA; Basílica Salesiana abre porta santa

No último dia 10 de janeiro, a Basílica de Nossa Senhora Auxiliadora, em Jaboatão -Colônia, passou a ser considerada uma das Igrejas jubilares... “...

CARTA DO REITOR-MOR: “MISERICORDIOSOS COMO O PAI” (ACG 423)

Em sintonia com o ano jubilar da Misericórdia, o P. Angel Fernandez Artime lançou no mês de agosto na ACG 423 a carta “Misericordiosos como o Pai”

Pe. Nivaldo Pessinatti é o novo inspetor salesiano para o nordeste

Foi realizada em Recife no ultimo dia 05 de janeiro, na Igreja São João Bosco, a posse do novo inspetor para a Inspetoria Salesiana do Nordeste do Brasil...

Estreia do Reitor-Mor 2016

Disponível o texto e o vídeo na versão em lingua portuguesa...

terça-feira, 27 de setembro de 2016

América Salesiana: Formadores do Cone Sul se reúnem em São Paulo


De nossa Inspetoria participaram o P. Anderson Alvelino,
diretor da Comunidade Salesiana de Carpina, onde funciona o Aspirantado, e o P. Ilmário Pinheiro, formador na Comunidade Salesiana de Lorena/SP,
onde funciona o Pós-nopviciado. 


Salesianos (SDB) que trabalham com a formação inicial e permanente nas Inspetorias Salesianas do Brasil (Belo Horizonte, Campo Grande, Manaus, Porto Alegre e Recife) e da Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai estão participando de mais um encontro regional de formação, com o objetivo de partilhar ideias e refletir o tema da Formação Permanente. O encontro, realizado de 15 a 18 de setembro, ocorre no Instituto Pio XI, o estudantado salesiano de Teologia de São Paulo, SP.
Assessorados pelo padre José Luis Plascencia, salesiano da Inspetoria do México-Guadalajara, o grupo dedica  tempo ao estudo dos temas: “A formação em caráter continuado”; “Desafios antropológicos para a Formação Permanente”; “A Formação Permanente”; “A formação ao serviço da identidade salesiana”; e “A Formação Permanente, guia e orientadora da Formação Inicial”.

Unidos aos membros da Comissão Nacional e Regional de Formação, o grupo realizará uma peregrinação ao Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, encerrando assim as atividades do encontro.

Da Inspetoria Salesiana São Pio X participam os padres Cássio Rodrigo de Oliveira, Gilson Marcos da Silva, José Sávio Mariano e Leandro Brum Pinheiro.

fonte: Inspetoria Salesiana São Pio X  /  Boletim Salesiano Brasil

América Salesiana: Encontro Continental de Comunicação é realizado em São Paulo

Da nossa inspetoria, participaram o delegado para a comunicação,
P. João Carlos Ribeiro Rodrigues, e a coordenadora Jakeline Lira.

Nos dias 15 a 18 de setembro, representantes das inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco das regiões Cone Sul e Interamérica reuniram-se em São Paulo, SP, para o Encontro Continental dos Delegados de Comunicação.

Com uma programação intensa de palestras, debates e compartilhamento de experiências, foi realizado nos dias 15 a 18 de setembro, em São Paulo, SP, o Encontro Continental dos Delegados de Comunicação. Trinta delegados e coordenadores de Comunicação Social, entre leigos e religiosos, representaram no evento as inspetorias dos Salesianos de Dom Bosco (SDB) dos dois regionais do continente: América Cone Sul e Interamérica (apenas as inspetorias do Paraguai e da Venezuela não puderam participar). Além do conselheiro geral para a Comunicação Social, padre Filiberto González Plasencia, que coordenou o encontro, participou o padre Natale Vitali, conselheiro Regional para o Cone Sul, que está em visita canônica na Inspetoria Salesiana de São Paulo.

Os encontros continentais de comunicação são realizados a cada dois anos, sempre em uma inspetoria diferente. “São momentos importantes para a formação dos responsáveis de comunicação e para a troca de experiências entre as inspetorias. São realidades diferentes, mas com muitos pontos em comum. Os encontros enriquecem o relacionamento entre as inspetorias e os regionais e isso favorece a expansão do carisma”, considera Anderson Luís Bueno, delegado de Comunicação da Inspetoria de
Nossa Senhora Auxiliadora (SP), que organizou o evento este ano.

Nesta edição de 2016, o encontro abordou três temas principais: comunicação institucional, gestão de crise e educomunicação. A reflexão e o aprofundamento dos temas, realizados nas manhãs do evento, contaram com a assessoria de especialistas. Na parte da tarde, os participantes se dedicaram à avaliação dos compromissos feitos nos anos anteriores e à partilha de experiências. Mesmo com a diversidade de línguas (português, espanhol e inglês), sobressaíram a colaboração e a alegria típicas dos ambientes salesianos.

Temas de discussão

“A América tem um patrimônio maravilhoso chamado alegria. É um elemento tão importante na comunicação que o Papa Francisco escolheu a alegria como tema em sua exortação apostólica Evangelii Gaudium”, frisou o padre Gildásio Mendes, inspetor referente no Brasil para a área da Comunicação Social, ao abrir o encontro continental, na manhã de 15 de setembro. Em sua fala, padre Gildásio ressaltou outros três pontos fundamentais da comunicação salesiana: a presença de Nossa Senhora Auxiliadora, a importância da liderança de uma equipe de comunicação e a solidariedade como trabalho para os sofredores, os mais pobres. Ele também destacou o trabalho conjunto realizado por religiosos e leigos na comunicação salesiana das Américas.

“Comunicação institucional na Igreja e nas congregações religiosas: realidade, desafios e planejamento” foi o primeiro tema de reflexão, ainda no dia 15 de setembro. O professor Paulo Victor Dias, sócio proprietário e cofundador da U4WEB / You4, foi o assessor do tema. Consultor na área de Comunicação em empresas nacionais e internacionais de grande porte, e com uma experiência de mais de dez anos na Rede Canção Nova, Paulo destacou aspectos essenciais para a organização de uma comunicação institucional eficiente e relacionada ao carisma salesiano. “Mesmo que não seja comercial, a instituição católica é uma empresa. A empresa é uma ‘pessoa jurídica’ e, como toda pessoa, precisa ter uma identidade muito bem definida”, considerou.

No dia 16, o professor João José Forni ministrou a palestra sobre “A comunicação de crises: experiências, desafios, sugestões”. Forni é autor do livro Gestão de Crises e Comunicação – O que Gestores e Profissionais de Comunicação precisam saber sobre Crises Corporativas e ministra palestras e cursos sobre o tema. Ele trouxe aos participantes do encontro um pouco de sua experiência, apresentando cases reais para refletir conjuntamente como o setor de comunicação pode auxiliar a instituição a enfrentar situações de crise.

O terceiro tema de estudo foi “Educomunicação: aprendendo a dialogar com os jovens”. Na manhã do sábado, 17 de setembro, os trabalhos foram assessorados pela irmã Márcia Kofferman, FMA, especialista em educomunicação e diretora-executiva da Rede Salesiana Brasil de Comunicação. O dia 18, último dia do encontro, foi dedicado a uma visita ao Santuário Nacional de Aparecida, com eucaristia celebrada pela manhã, e às instalações da Rede Canção Nova, em Cachoeira Paulista.

Desafios para a comunicação salesiana
“Temos de nos apresentar à sociedade como instituição educativa e pastoral que atua em âmbitos nacional e internacional, e isso deve ser feito com o nível profissional de uma grande instituição. Isso é um salto de qualidade em relação à época em que, como religiosos, pensávamos que não era necessário sermos pessoas qualificadas para dialogar na sociedade”, considera o conselheiro geral para a Comunicação Social, padre Filiberto Gonzáles Plasencia. Por isso, o Encontro tratou de dois temas que representam desafios para a comunicação salesiana mundial, e de um (educomunicação) que é uma preocupação específica na América.
Para o padre Filiberto, em relação à comunicação institucional e à gestão de crise, é preciso aprender a trabalhar em colaboração e com responsabilidade. “A verdade, a transparência e a responsabilidade necessitam estar em todas as obras locais, nas inspetorias e nos regionais; em todos os âmbitos. Precisamos ser os primeiros em liberdade e transparência perante a sociedade”, afirmou.
Quanto à educomunicação, tema que é um dos centros de reflexão apontados pela Escola Salesiana América (ESA), padre Filiberto considera que é uma grande oportunidade de diálogo com as novas gerações. “Com a educomunicação nos colocamos junto com os adolescentes e as crianças, compartilhando de suas novas linguagens. É uma oportunidade de aprendizagem mútua, para os jovens e para os comunicadores salesianos”, finaliza.


Ana Cosenza 
Boletim Salesiano Brasil

Brasil Salesiano: Formação de Educadores é tema do XIII ENCPOLOS


Nos dias 19 a 21 de setembro, equipes dos polos da Rede Salesiana de Escolas se reúnem em Brasília para o XIII ENCPOLOS.

Teve início na segunda-feira, 19 de setembro, e seguiu até o dia 21, a segunda etapa do XIII Encontro de Polos da Rede Salesiana de Escolas (XIII ENCPOLOS). Com o tema central “A RSE alinhando a formação dos educadores para enfrentar os desafios do contexto contemporâneo”, animadores, gestoras e secretárias dos seis polos da RSE estão reunidos em Brasília, DF, para esses três dias de reflexão e aprofundamento.
Entre os objetivos do ENCPOLOS estão: ampliar a compreensão a respeito da função da escola após a propagação das novas tecnologias na educação; refletir sobre a atuação e dinâmica das equipes dos polos; interagir com o desenvolvimento de propostas educacionais da Edebê Brasil, considerando a Plataforma Adaptativa, o MDD e outras ofertas; avaliar, sugerir e construir propostas para encontros e atividades de capacitação dos educadores da RSE; informar-se sobre as propostas do ESA IV, seus compromissos e atribuições dos participantes; e conceber conjuntamente propostas para o futuro da RSE.
Da nossa Inspetoria, participou o P. Anderson Alvelino, nosso referente /
 animador para o Polo Recife da RSE, juntamente com a Ir. Elisabeth Montarroyos.
A gestora do polo, Valéria Rodrigues, também participou.
Para cumprir esses objetivos, o encontro teve início com a conferência “Escola.Com: Como as novas tecnologias estão transformando a educação na prática”, ministrada pela professora doutora Luciana Allan. A palestrante questionou o papel da escola na sociedade conectada, onde é possível aprender qualquer coisa, a qualquer hora e de qualquer lugar. Para ela, o advento das tecnologias digitais e da Internet, potencializado pelas oportunidades cada vez maiores de acesso a estes recursos, traz uma nova dinâmica para a sociedade, em que as palavras inovação, empreendedorismo e sustentabilidade ganham significado especial. “A educação, assim como todos os outros segmentos da sociedade, precisam rever suas práticas, buscando significado para seu propósito principal”, afirmou. Em seguida, os participantes realizaram uma oficina, conduzida por Luciana Allan, e socializaram os debates em plenária.
O segundo dia do ENCPOLOS é dedicado ao aprofundamento sobre o uso dos recursos disponíveis na Rede Salesiana de Escolas. Neste dia, são apresentadas as soluções educacionais propostas pela Editora Edebê Brasil e realizada uma webconferência, para que professores e alunos expliquem o uso do Material Didático Digital. Também estão previstas a apresentação da equipe da Edebê e a avaliação do uso do MDD durante este ano. A apresentação das novidades do Material Didático e dos livros paradidáticos fecha a programação da manhã.
À tarde, os participantes do encontro refletiram sobre o realinhamento do Projeto Pedagógico da RSE e realizam grupos de trabalhos para construção do Plano Integrado de Formação 2017 e discutir como aplicar o “Crescer em Rede” nos polos.
O último dia do ENCPOLOS incluiu a reflexão sobre perspectivas de futuro da Rede Salesiana de Escolas, a partilha de boas práticas nos polos e as informações referentes ao IV Escola Salesiana América (IV ESA). O encontro encerra-se às 12h30 com um almoço de confraternização.


Fonte: RSE Informa

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Natal: Salesiano São José comemora seus 80 anos

O Colégio Salesiano São José celebrou nesta terça-feira (20) os 80 anos de sua chegada à capital potiguar. A data foi marcada por uma celebração eucarística, homenagens e festa para pais, alunos, funcionários e ex-funcionários da casa.
Com uma quadra lotada, a celebração eucarística abriu as comemorações pela passagem da data. A noite foi marcada ainda pelas homenagens a ex-alunos, funcionários e ex-funcionários da casa, assim como a ex-diretores que fizeram história na instituição. Entre os homenageados estavam o Pe Mauro, que comandou a escola por 16 anos e foi o responsável pela expansão do colégio para Parnamirim com a construção da unidade Dom Bosco.
Para o coordenador geral do Salesiano São José, Mario Sergio, a noite marcou uma fase de mais de 30 anos de serviço a instituição. Um dos nomes mais celebrados durante as homenagens, Mario Sergio agradeceu o carinho e enalteceu a dedicação salesiana de cada um que vive o Colégio e se dedica para formar bons cristãos e honestos cidadãos.
Além do coordenador geral do Salesiano São José, também foram homenageados: Maria Elita, Carlos Medeiros, Francisco das Chagas Delgado, Paulo Vitor dos Santos, Francisco Edvaldo Diógenes (Itaú), Rejane Fernandes, Maria Zélia Viana, Edileuza Medeiros, Emanuel Matias, Maria Fernandes do Nascimento (Dona Maria das balas), Célia Maria, Irlaneide Lúcia, Reginaldo Lins, Marcos Patriota, Sidney Carvalho, Helder Bonifácio, Hédimo Jales, Maria das Neves (Xuxinha), José Teixeira Neto, Adailton Figueiredo, Luiz Eduardo Suassuna, Osvaldo Arouca, Padre Valdemar, Padre José Mauro da Silva, Padre Rondon Ferreira, Padre Orsini Nuvens, Fátima Maria Délio, Dom Edvaldo Amaral, Eduardo Luiz Bandeira, Márcia Spínola, Raniere Barbosa, Robinson Faria e Carlos Eduardo Alves.

HISTÓRICO
Localizado na Ribeira, o Salesiano São José foi fundado pelos salesianos que, em 1936, se instalaram em Natal. O terreno no qual a escola está instalada foi doado pelo industrial Juvino Barreto, que residia com sua família no prédio. No local, atualmente funciona a administração do colégio (tombado pelo Patrimônio Histórico da União).
Fonte: Coordenação de Comunicação


CLIQUE AQUI e veja nossa edição especial dos 80 anos da presença salesiana em Natal



Recife: Fiéis da Basílica realizam Romaria à Aparecida/ SP


Foi coroada de êxito a primeira romaria que a Basílica do S. Coração de Jesus - Recife fez para o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em S. Paulo. Ao total 44 fiéis participaram de seis dias de oração, visitas sacras e culturais na região do Vale do Paraíba / SP, entre os dias 14 e 19 de setembro. Sob a direção espiritual do Pe. Sérgio Lúcio, Reitor e o apoio logístico da Obra de Maria, os fiéis experimentaram a fé mariana, visível nos milhares de romeiros que acorrem a Aparecida. Além de Aparecida, a peregrinação visitou Guaratinguetá, com a Fazenda da Esperança e a casa de. S. Frei Galvão. Lorena, a comunidade Bethania, para recuperação de jovens dependentes químicos. Canção Nova, em Cachoeira Paulista e Campos do Jordão. A avaliação positiva foi unânime. Dom Bosco sabia que as peregrinações renovavam e avivavam a fé. Não era a toa que ele as fazia com frequência com os jovens do Oratório. Deus conserve os frutos dessa romaria no coração de todos que dela participaram. 


Pe. Sérgio Costa, sdb

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Parnamirim e Jaboatão: Intercâmbio entre escolas salesianas


Do Colégio Salesiano Dom Bosco, de Parnamirim / RN, organizou uma proposta de Aula de Campo diferente e promoveu a partir da Atividade um intercâmbio com a Escola Salesiana da Colônia, localizada em Jaboatão/ PE.

Visando desenvolver o espírito de convivência, solidariedade e coleguismo, dentre outros valores, os alunos trouxeram livros para serem entregues e comporem o acervo da biblioteca da ESC. NA ocasião, três turmas do Ensino Fundamental do Colégio Dom Bosco foram recebidos no dia 09/09, com a dinâmica de boas-vindas,  onde cada um recebeu um "pedaço" da horta daquela escola, lugar marcante e muito importante. Já os alunos do Dom Bosco presentearam os da Colônia com a apresentação da peça baseada no livro 'A caligrafia de Sofia'.
Já no dia 16/09, outras três turmas de alunos de Parnamirim foram  recebidas  em Jaboatão ao ritmo da ciranda, dança típica de Pernambuco. O momento propiciou grande alegria e entrosamento entre os alunos, estudantes de escolas de realidades tão distintas, mas unidas pelo carisma e missão salesiana.


Com informações: Ana Lira

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Recife: Fiéis da Basílica realizam Romaria à Aparecida/ SP


Foi coroada de êxito a primeira romaria que a Basílica do S. Coração de Jesus - Recife fez para o Santuário de Nossa Senhora Aparecida, em S. Paulo. Ao total 44 fiéis participaram de seis dias de oração, visitas sacras e culturais na região do Vale do Paraíba / SP, entre os dias 14 e 19 de setembro. Sob a direção espiritual do Pe. Sérgio Lúcio, Reitor e o apoio logístico da Obra de Maria, os fiéis experimentaram a fé mariana, visível nos milhares de romeiros que acorrem a Aparecida. Além de Aparecida, a peregrinação visitou Guaratinguetá, com a Fazenda da Esperança e a casa de. S. Frei Galvão. Lorena, a comunidade Bethania, para recuperação de jovens dependentes químicos. Canção Nova, em Cachoeira Paulista e Campos do Jordão. A avaliação positiva foi unânime. Dom Bosco sabia que as peregrinações renovavam e avivavam a fé. Não era a toa que ele as fazia com frequência com os jovens do Oratório. Deus conserve os frutos dessa romaria no coração de todos que dela participaram. 


Pe. Sérgio Costa, sdb

Parnamirim e Jaboatão: Intercâmbio entre escolas salesianas


Do Colégio Salesiano Dom Bosco, de Parnamirim / RN, organizou uma proposta de Aula de Campo diferente e promoveu a partir da Atividade um intercâmbio com a Escola Salesiana da Colônia, localizada em Jaboatão/ PE.

Visando desenvolver o espírito de convivência, solidariedade e coleguismo, dentre outros valores, os alunos trouxeram livros para serem entregues e comporem o acervo da biblioteca da ESC. NA ocasião, três turmas do Ensino Fundamental do Colégio Dom Bosco foram recebidos no dia 09/09, com a dinâmica de boas-vindas,  onde cada um recebeu um "pedaço" da horta daquela escola, lugar marcante e muito importante. Já os alunos do Dom Bosco presentearam os da Colônia com a apresentação da peça baseada no livro 'A caligrafia de Sofia'.
Já no dia 16/09, outras três turmas de alunos de Parnamirim foram  recebidas  em Jaboatão ao ritmo da ciranda, dança típica de Pernambuco. O momento propiciou grande alegria e entrosamento entre os alunos, estudantes de escolas de realidades tão distintas, mas unidas pelo carisma e missão salesiana.